Capital Humano

Em todos os Estados brasileiros, a evolução do Índice de Desenvolvimento Humano mostra que o IDH Educação, apesar dos resultados mais baixos, cresce de forma mais acelerada em comparação com o IDH Renda e o IDH Longevidade.

O Rio Grande do Norte acompanha essa realidade. Seu IDH de 0,684 é o mais alto do Nordeste e o situa num patamar médio de desenvolvimento, enquanto o IDH Educação atinge apenas 0,597, considerado um nível baixo de desenvolvimento. Apesar disso, o IDH Educação do Rio Grande do Norte passou de 0,242, em 1991, para 0,396, em 2000, chegando a 0,597, em 2010, o que representa um crescimento médio anual de 4,9%.

Evolução do IDH e seus Componentes do Estado - 1991/2000/2010

IDH

Renda

Longevidade

Educação


Fonte: Atlas do Desenvolvimento Humano do Brasil, Atlas Brasil 2013,
Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.


Os índices de escolaridade do Rio Grande do Norte estão entre os melhores do Nordeste, com 48% da população de 18 anos ou mais com ensino fundamental completo e 44% da população de 25 anos com o ensino fundamental completo.

Por outro lado, esses bons resultados contrastam com o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), que demonstra um padrão de qualidade inferior à média regional e nacional nos três níveis de ensino – anos iniciais do fundamental, anos finais do fundamental e ensino médio. Apesar disso, a nota do IDEB do Rio Grande do Norte vem crescendo desde que começou a ser medida nos três níveis de ensino. A evolução foi mais rápida nos anos iniciais do ensino fundamental.

Evolução da Nota do IDEB (Total) do Rio Grande do Norte nos Níveis - 2005/2011

                           Fundamental - Anos iniciais

Fundamental - Anos finais

Ensino Médio                       


Fonte: INEP/MEC.


A taxa de frequência à escola, por sua vez, avançou bastante no Rio Grande do Norte, em todos os níveis, acompanhando um movimento geral nos Estados e no Brasil. O maior crescimento foi no ensino superior, de 5,17% para 12,5%.

Taxa Líquida de Frequência nos Diferentes Níveis - Rio Grande do Norte e Brasil - 2010

                         Pré-escola

Fundamental

Médio

Superior                          


Fonte: Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil, Atlas Brasil 2013,
Programa das Nações Unidas para o desenvolvimento.


Quando se trata de capital humano voltado para pesquisa e desenvolvimento tecnológico, medido pelo número de pesquisadores ativos a cada milhão de habitantes, o Rio Grande do Norte tem um dos melhores indicadores do Nordeste, embora sejam necessários maiores esforços de integração desses pesquisadores com os setores produtivos.

Embora o processo de melhoria dos indicadores que expressam o capital humano seja lento, em razão dos longos prazos de maturação dos investimentos na área educacional, existem tendências a nível nacional e estadual que permitem esperar uma evolução consistente na educação no Rio Grande do Norte.

 

Veja mais: