Portos

O Rio Grande do Norte conta com três portos marítimos, sendo um deles para cargas gerais e dois deles dedicados a produtos específicos. São eles:

  • Porto de Natal: utilizado para cargas gerais, mas principalmente para a exportação de frutas e rochas (quartzitos) e cabotagem de cargas em contêiner. Com o fim das reformas, ampliará sua capacidade de movimentação de cargas para 1 milhão de toneladas/ano e contará com terminal de passageiros capaz de receber navios com até 3 mil pessoas.

  • Porto-ilha de Areia Branca: porto offshore especializado no escoamento do sal marítimo produzido no noroeste do Estado, correspondente a 95% da produção nacional. Tem capacidade para movimentar 3,4 milhões de toneladas de sal por ano.

  • Porto de Guamaré: utilizado exclusivamente para embarque e desembarque de pequenas e médias cargas usadas pela Petrobrás na operação da refinaria Clara Camarão.

Os portos de Natal e Areia Branca são administrados pela Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), enquanto o Porto de Guamaré é administrado pela Petrobrás.

A produção pesada do Rio Grande do Norte, como os minérios, poderá ser escoada de modo estratégico através do norte do Estado, através de um novo porto para granéis.

O porto de Natal pode se especializar em frutas e passageiros, cujo transporte representará uma entrada de recursos cada vez maior no Estado.